segunda-feira, fevereiro 21, 2011

O dízimo e as ofertas

 O  que é mais importante? O dízimo ou a oferta?

A oferta tem mais importância para Deus do que o dízimo, a oferta vem do coração,  o dízimo veio através da lei (Num. 18:21,24).

O Dízimo foi instituído para o povo de Israel e tudo quer era recebido era repassado para a tribo de Levi como forma de pagamento pela prestação de serviço (Num 18:21), pois os levitas não tiveram herança na terra prometida, antes receberam a herança do Senhor através do dízimo (Num 18:24).

Quando Caim e Abel apresentaram oferta, Deus se agradou mais da oferta de Abel (Gen 4:3-5), o texto não faz menção sobre Deus ter feito o pedido da oferenda, mas é provável que Adão fizesse ofertas a Deus e ensinou os filhos a fazerem o mesmo, contudo porque a oferta de um é aceita e a do outro não? Por que isso aconteceu? A julgar pela reação do Poderoso, Abel fez ofereceu com o coração, com amor e não por obrigação, mas Caim apresentou uma oferta resignado, sem intenção, sem vontade, por pura obrigação.

O dízimo foi instituído por Deus para um propósito e o principal era ser de herança para os da tribo de Levi, pois os mesmo não recebera a promessa da terra prometida.

O dízimo continua valendo até os dias atuais, mas somente para os Judeus, para aqueles que foram salvos pela graça em Jesus Cristo, a velha lei foi revogada, incluindo os dízimos.

Entretanto o NT traz um novo conceito sobre as ofertas, ao lermos Mc 12:42 e II Cor 8 e 9 vemos um coração que contribui livremente, sem cobrança, sem coação, contribuem de forma alegre, espontânea e amorosa.

O que vemos hoje em dia, nas igreja modernas é a prática do dizimo capitalista realizado em nome de Deus, como se Deus precisasse de dinheiro para salvar ou abençoar as pessoas. E se o indouto não é abençoado por estar pagando o dízimo é porque esta em pecado? Pode isso? Infelizmente a falta de conhecimento esta fazendo com que muitos acabem sendo enganados por pastores lobos em pele de cordeiro. Não se deixe enganar leia a bíblia, ela é o manual do proprietário, a bússola que nos dá a direção correta.

Aqueles que defendem a doutrina do dízimo no novo testamento baseado em textos com a palavra dízimo, mas o contexto e totalmente contra o que utilizam estes textos como pretexto.

Em Mt 23:23 Jesus condena as atitudes legalistas dos fariseus que se importavam mais em dar o dízimo do que agir com misericórdia e fé, já o texto em Lc 18:10-14 fala sobre o orgulho e humildade, nada tendo haver em pagar o dízimo e por último, os defensores do dizimo no NT utilizam Hebreus 7 para defender que Abraão deu dízimo a Melquisedeque, e que devemos fazer o mesmo, mais o contexto do capítulo não é o dízimo e sim o sacerdócio e senhorio de Cristo.

Infelizmente há aproveitadores que utilizam a fé de alguns para aumentar a receita das Igrejas Empresas, que prometem riquezas, abundância, que merecem o melhor desta terra por ser filho do Rei, etc. Também há aquelas pessoas interessadas em obter riquezas e prosperidade com facilidade e acabam fazendo do reino de Deus um investimento, esperando riquezas,estas pessoas pagam o dízimo e ofertam esperando um retorno de 90% sobre o que investiu, isso quando não querem mais. Querem CONTRIBUIR mensalmente com 10%, faça com alegria de coração, sem coação, sem achar que esta em pecado, que Deus irá te abandonar, que será infeliz, que você esta roubando a Deus. Contribua conforme o seu desejo, conforme suas posses, etc.

Porém, há aqueles que utilizam textos como este, para justificar a sua atitude de não contribuir, este texto não é para justificar quem quer ser um CONTRIBUINTE da igreja, mas para desmistificar a pregação sobre o dízimo nas igrejas atuais.
Graça e paz.
Postar um comentário
z35W7z4v9z8w